BLOG

eletro@thiago

5 cuidados com a rede elétrica na instalação de um ar-condicionado

5 cuidados com a rede elétrica na instalação de um ar-condicionado

A instalação adequada do ar-condicionado é de extrema importância para garantir não só o bom funcionamento do aparelho, mas também a segurança do local no qual ele será instalado e das pessoas que o utilizarão. Por mais simples que essa tarefa possa parecer, ela requer bastante prudência em relação à situação da rede elétrica do ambiente.

Neste post, listamos alguns cuidados cruciais que você não pode deixar de lado para garantir uma instalação correta e evitar que imprevistos aconteçam. Confira!

1. Verificar a rede elétrica

Esse é o primeiro cuidado que não pode ser esquecido na hora de instalar o aparelho. É fundamental verificar qual a voltagem do ar-condicionado e a tensão do local no qual ele vai ser instalado.

A tensão dos dois precisa ser compatível, ambos devendo ser de 110v ou 220v. Apesar da tensão padrão para residências no Brasil ser de 110v, é provável que exista uma tomada de 220v destinada à instalação do aparelho. Isso porque a maioria dos equipamentos funciona nessa voltagem, já que uma corrente maior exige menos energia para trabalhar na mesma potência, possibilitando uma maior economia na conta de luz.

Vale lembrar que aparelhos de ar-condicionado não devem ser ligados a transformadores, pois essa prática pode reduzir a durabilidade, comprometer o funcionamento e aumentar o consumo de energia.

2. Escolher a fiação adequada

Escolher fios com o diâmetro certo, a chamada bitola, é um cuidado fundamental para garantir uma boa instalação e, consequentemente, o bom funcionamento do aparelho. Se a fiação escolhida não for adequada para o aparelho, ele não funcionará corretamente e, com o tempo, terá grandes chances de se danificar.

Por isso, quanto maior for a potência do ar-condicionado, maior deverá ser a espessura do fio. Até porque quanto mais energia circula, mais a fiação aquece, e fios mais grossos suportam maiores temperaturas.

3. Não esquecer o disjuntor

O ar-condicionado deve estar sempre ligado a um disjuntor. Lembre-se que ele serve para proteger o circuito elétrico, por isso desarma quando ocorre sobrecarga, desligando o equipamento e evitando que ele se danifique. Outro ponto importante é garantir que o aparelho seja ligado a um disjuntor exclusivo, que deve ser escolhido com base em sua potência.

Para escolher o modelo do disjuntor mais adequado convém verificar se a amperagem está de acordo com a potência do aparelho. O ideal é checar no manual do equipamento o que o fabricante indica usar.

4. Usar uma tomada exclusiva

Outro cuidado que não pode ser esquecido é o de garantir que o ar-condicionado tenha uma tomadaexclusiva para ele. Outros equipamentos não devem ser ligados na mesma tomada, por isso o uso de benjamins, por exemplo, deve ser descartado. Agindo dessa forma, você evita a sobrecarga da rede elétrica.

5. Saber a potência do aparelho

Cada aparelho possui uma potência, medida em BTUS, que determina a capacidade de refrigeração do ar-condicionado. Portanto, é fundamental conhecer essa informação no momento da instalação. Quanto mais BTUS ele tiver, maior será essa capacidade.

Assim, aparelhos com maior potência são indicados para espaços maiores, que concentrem mais pessoas, incidência solar e máquinas para refrigerar. Vale lembrar que o consumo de energia é diretamente proporcional à potência em BTUS, dessa forma, isso demanda uma rede elétrica mais preparada.

Gostou das nossas dicas de cuidados com a rede elétrica na hora de instalar um ar-condicionado? Então siga nossas redes sociais e acompanhe outros conteúdos exclusivos! Estamos no Google+FacebookTwitterFlickr e LinkedIn.

Posts recentes

Áreas de Atuação

IMAGEM DE PROPAGANDA