BLOG

eletro@thiago

Aprenda a diferenciar os tipos de disjuntores

Aprenda a diferenciar os tipos de disjuntores

Os disjuntores são mecanismos superimportantes para a segurança de uma casa, pois eles têm a função de proteger toda a rede elétrica de uma residência. Sua função é a prevenção de sobrecargas na instalação elétrica, impedindo a queima de aparelhos eletrônicos e até incêndios. Existem normas técnicas que determinam a capacidade dos disjuntores de acordo com a corrente que a rede vai receber.

Se a capacidade de um disjuntor for ultrapassada ele é desarmado automaticamente, impedindo que sobrecargas passem para a rede elétrica. Para cada tipo de instalação elétrica existe um modelo específico de disjuntor, a escolha do disjuntor a ser utilizado depende de vários fatores. Antes de instalar os disjuntores, devem ser avaliados o tipo de rede elétrica, os cabos elétricos e também quais equipamentos serão ligados nessa rede.

As três categorias para tipos de disjuntores

A diferença entre os tipos de disjuntores está na quantidade de polos. Existem os disjuntores Unipolares, bipolares e tripolares que tem 1, 2 ou 3 polos, respectivamente. Vamos comentar abaixo sobre esses tipos de disjuntores, fique atento e saiba como diferencia-los.

Disjuntores unipolares ou monopolares

Esses disjuntores devem ser utilizados em circuitos de 127v, também chamados de monofásicos. Não é recomendado instalar disjuntores unipolares em circuitos 220v, pois qualquer problema na instalação ou no aparelho elétrico, pode ocasionar o desligamento de apenas um disjuntor e manter uma fase ligada diretamente no aparelho, isso pode trazer riscos de choques elétricos além de danificar o aparelho.

Disjuntores bipolares

Esse tipo de disjuntor deve ser utilizado em circuitos de duas fases de 220v. Esse modelo é recomendado ligar chuveiros e torneiras elétricas.

Disjuntores tripolares

Esse modelo é indicado para circuitos com três fases, como por exemplo: Sistemas trifásicos com 220v a 380v. A configuração desses circuitos depende da disponibilidade do projeto de instalação e também da rede elétrica.

Os disjuntores também são divididos por 3 tipos de curvas

As normas NBR 5459 e NBR 5410 da ABNT determinam que disjuntores de curva B devem atuar para correntes de curto-circuito entre 3 e 5 vezes a corrente nominal, os disjuntores de curva C funcionam entre 5 e 10 vezes a corrente nominal e os disjuntores de curva D respondem para correntes entre 10 e 20 vezes a corrente nominal.

Disjuntores de curva B

São recomendados para banco de cargas com baixa corrente de partida. É o caso de lâmpadas incandescentes, fornos elétricos e aquecedores elétricos.

Disjuntores de curva C

Esses são podem ser usados em cargas de média corrente de partida, como máquinas de lavar roupas, lâmpadas fluorescentes e, motores elétricos.

Disjuntores de curva D

Já esses disjuntores são recomendados para cargas com grande corrente de partida, como por exemplo, os transformadores de baixa tensão.

É importante que haja uma conscientização para evitar que pessoas sem os devidos treinamentos e conhecimentos necessários executem serviços com eletricidade. Todos os tipos de disjuntores devem ser instalados apenas por profissionais capacitados, pois envolve um agente extremamente periculoso. Não se esqueça de desligar a energia para trabalhar com instalações elétricas.

Compartilhe seus conhecimentos sobre disjuntores! Deixe o seu comentário abaixo!

Quer ficar por dentro de tudo sobre serviços com eletricidade? Visite o nosso blog!

 

Posts recentes

Áreas de Atuação

IMAGEM DE PROPAGANDA