Ligue para nós

(62) 3254 8000

E-mail

falecom@eletroenergia.com.br

Como funcionam os sensores de presença para luz?

Com o alto preço da energia no país é sempre necessário buscar economizar. A iluminação é uma área onde se pode controlar facilmente os gastos. O racionamento de energia pode ser feito através da mudança na atitude dos usuários, buscando não deixar lâmpadas ligadas desnecessariamente e também através da utilização de sistemas e sensores de presença.

Este tipo de equipamento ajuda bastante na economia de energia, evitando gastos inúteis, ligando e desligando as lâmpadas de um ambiente automaticamente. Mas como esses sensores de presença operam? Neste post mostraremos o seu funcionamento e também seus benefícios, confira:

Funcionamento dos sensores

Os sensores detectam a presença das pessoas pelo calor emitido pelos movimentos através do infravermelho. Esses dispositivos conseguem captar a variação térmica e são calibrados de acordo com a temperatura das pessoas (35º a 38º graus Celsius). Com isso quando uma pessoa entra em ambiente que possui sensores de presença, ocorre uma mudança na luz infravermelha que dispara um “alarme” no equipamento, acionando então a lâmpada.

Alguns deles podem funcionar emitindo micro-ondas, que ao detectar movimentos ligam as lâmpadas. Ambos conseguem monitorar uma área de até 6 metros e com uma abertura de 120º. Geralmente o tempo de desligamento após a detecção do movimento é de 1 minuto, podendo ser alterado.

Instalação

Os sensores de presença geralmente são instalados no teto, próximos às lâmpadas ou lustres, mas podem também ser colocados nas paredes. Eles também podem ser utilizados em qualquer tipo de lâmpadas, como: incandescentes, fluorescentes, mercúrio e lâmpadas LED. Geralmente são bivolts podendo ser alimentados por tensão de 127V ou 220V.

Para realizar a instalação é necessário que a energia elétrica esteja desligada. Certifique-se que todas as conexões estejam firmes e isoladas e tome muito cuidado para não exceder o limite de potência especificado pelo fabricante do equipamento.

Depois de instalado, em seu primeiro uso o sensor demorará entre 3 e 5 minutos para apagar a lâmpada, pois é o tempo gasto para configuração interna do equipamento. Depois disso passará a funcionar sempre de acordo com o tempo ajustado. Os sensores ainda podem ser utilizados sem nenhuma modificação no projeto elétrico de uma casa ou um prédio

Escolha do sensor

Sempre opte pela compra de uma marca confiável. Esses dispositivos são baratos, custam entre 30 e 60 reais. Entretanto, é melhor investir naqueles que possuem maior valor e que garantam uma boa performance. A sensibilidade e funcionamento dos sensores varia muito, portanto avalie qual é o mais apropriado para cada situação, um equipamento para um corredor de um prédio não é o mesmo instalado na garagem.

Benefícios

A maior vantagem desses dispositivos é a economia de energia, além de evitarem lâmpadas acesas desnecessariamente, eles também auxiliam quando “esquecemos de apagar as luzes”. Eles podem ser utilizados para garantir maior segurança, podendo ser instalados em entradas de casas, portarias e garagens, pois assim que detectarem o movimento acendem as lâmpadas aumentando a atenção dos moradores.

Agora que você aprendeu melhor o funcionamento dos sensores de presença, comente abaixo e nos conte se já utiliza ou se pretende usar essa tecnologia na sua casa.