Ligue para nós

(62) 3254 8000

E-mail

falecom@eletroenergia.com.br

Tire suas dúvidas sobre certificado energético!

Em tempos de crise energética, com aumento de taxas e aplicação de bandeiras de elevação na conta de luz, a economia desse recurso é fundamental. Muitas alternativas para gastar menos energia têm surgido e sendo colocadas em prática em residências e comércios.

Um assunto importante relacionado à esse tema é a certificação energética. Porém, muitas pessoas ainda tem dúvidas sobre o que é, para que serve, como funciona e os benefícios que traz. Se você faz parte desse grupo que ainda não tem essas questões esclarecidas, esse post é para você.

Nele vamos tirar as suas dúvidas sobre certificado energético, continue lendo e confira!

O que é certificado energético

De um modo bem resumido, a certificação energética é uma espécie de selo que atesta que determinado imóvel possui eficiência energética, ou seja: que ele possui soluções na sua estrutura que foram pensadas para reduzir o consumo de luz pelos usuários, sejam eles moradores ou comerciantes.

O certificado surgiu para atestar que construções são eficientes na economia de luz, especialmente os edifícios, tanto os residenciais quanto os comerciais e os prédios públicos.

Como funciona

O certificado energético funciona como um Selo Procel — aquele que informa a eficiência energética dos eletrodomésticos — das construções, fazendo uma avaliação e dando uma nota que varia de A até E, sendo o primeiro o mais eficiente e o último o menos.

Para definir a classificação é feita uma avaliação de três pontos: material usado para isolamento, capacidade de iluminação e ventilação da construção. Será verificado se a construção foi planejada para usar ao máximo os recursos naturais para iluminar e ventilar os ambientes e se o isolamento para manter a temperatura confortável dentro do local está adequado.

Quem pode pedir

A certificação pode ser solicitada para construções novas, antigas e de modo individual, por um apartamento específico e não pelo edifício inteiro. Além disso, o certificado energético pode ser solicitado por construtoras, órgãos públicos e proprietários que tenham interesse em avaliar e certificar a eficiência do local.

Como obter o certificado energético

Para obter a certificação é necessário submeter a construção a avaliação de um órgão regulador, a Eletrobras. A solicitação de avaliação pode ser feita para um prédio que está em construção ou para um edifício já finalizado, assim como pode ser feito o pedido de etiqueta individual, para um único apartamento, por exemplo.

A avaliação vai ser feita sobre o projeto de construção e também sobre o edifício e vai comparar o que foi planejado com o que foi de fato construído, para verificar se ocorre correspondência entre esses dois pontos. Essa avaliação vale para construções novas e para reformas realizadas.

Objetivo da certificação

A finalidade dessa certificação é que os edifícios passem a ser energeticamente mais eficientes, possuindo uma estrutura que favorece a redução do consumo com menor utilização de ventilador, ar-condicionado, aquecedor e menos lâmpadas ligadas em horários que ainda tem iluminação natural.

Isso porque 45% do consumo de energia do país ocorre nas edificações, residenciais, comerciais e públicas. E o potencial de redução de consumo é muito alto para construções que se tornem mais eficientes energeticamente, variando entre 30 e 50 % para os prédios reformados e os novos, respectivamente.

O certificado energético já é obrigatório em alguns países, como Portugal. Lá só é possível vender um imóvel se ele possuir certificação. A certificação é uma maneira de garantir que a construção é econômica e sustentável, trazendo benefícios para o meio ambiente, para a sociedade e para o seu bolso.

Agora que você já sabe tudo sobre certificado energético, aproveite para conhecer os benefícios da iluminação automatizada!