BLOG

eletro@thiago

Como substituir sua lâmpada tubular por uma lâmpada de LED

Como substituir sua lâmpada tubular por uma lâmpada de LED

A tecnologia avança cada dia mais, nos trazendo diversos recursos para simplificar nossa vida. Além disso, ela tem buscado soluções sustentáveis, para minimizar os impactos negativos no meio ambiente. Um dos recursos que nos tem sido apresentado, e que já não é de hoje, é a substituição do tipo de lâmpada primeiro da incandescente para a fluorescente, e agora para a lâmpada de LED.

Inicialmente, este tipo de lâmpada estava disponível apenas para bocais simples de rosquear, mas hoje, já é possível encontrar facilmente os modelos de lâmpada de LED tubulares. Assim, você poderá finalizar, de uma vez por todas, esta transição, já que este último modelo é muito mais econômico e durável.

A questão agora é: como instalar essas novas lâmpadas? Por isso, preparamos um passo a passo para você, que acabará com todas as suas dúvidas. Acompanhe!

O que é importante saber sobre a instalação deste novo modelo de lâmpada?

A instalação dos novos modelos de lâmpada de LED de formato tubulares é algo realmente muito simples. Ela necessita da mesma voltagem utilizada na iluminação convencional, assim como para os demais aparelhos elétricos que você tiver em sua residência ou em seu escritório.

Para ajudar ainda mais, existem no mercado, diversos modelos de lâmpadas de LED bivolt, que se adaptam à sua rede, seja ela qual for. Outra coisa que é muito importante salientar é que, a lâmpada de LED tubular, não necessita que seja feita a troca de fiação, soquetes ou mesmo dos disjuntores já existentes.

Durante o retrofit (substituição) das antigas lâmpadas fluorescentes tubulares pelas lâmpadas com tecnologia LED, será necessário apenas fazer uma pequena modificação na fiação existente (aproveitando tudo existente). Assim sendo, não existem outros custos para a instalação.

Como fazer a substituição para a lâmpada de LED tubular?

  • Para começar, você precisará de uma chave de fenda, retalhos de cabos elétricos, alicate e também fita isolante.
  • Certifique-se que a luminária não está energizada. Em caso de dúvida, o melhor é desligar a chave geral.
  • Após tudo preparado, remova as convencionais lâmpadas fluorescentes e, em seguida, corte os fios que alimentam o reator, removendo-o também.
  • A próxima etapa é conectar os fios no novo sistema. Junte todos os fios que estão de um dos lados do suporte, ligando os soquetes a um dos fios de energia (fase). Após isso, é só repetir o processo, ligando todos os fios do outro lado ao outro fio da rede de energia (neutro). Ah, e não se esqueça de isolar muito bem todas as conexões.
  • Agora, encaixe as novas lâmpadas de LED nos soquetes.
  • Restaure a energia e pronto!

Quais os benefícios da lâmpada de LED tubular em relação à fluorescente?

Além da simplicidade de instalação e da economia do uso do reator no sistema, a instalação desse tipo de lâmpada, em qualquer ambiente, necessitará de pouca manutenção. Quando se trata de durabilidade então, nem se compara.

As lâmpadas fluorescentes, por exemplo, possuem uma vida útil entre 3.000 e 8.000 horas, enquanto a lâmpada de LED, possui cerca de 50.000 horas. Devido a este fato, o ciclo de troca destas lâmpadas será bem demorado, ou seja, menos material será descartado.

Mesmo com um gasto inicial mais elevado que o convencional, este custo é recompensado ao longo do tempo. Além do mais, o consumidor também se preocupa menos com manutenções.

Esperamos que tenham gostado do post. Deixe um comentário para nós e nos conte o que acha desse novo sistema de lâmpada de LED.

Posts recentes

Áreas de Atuação

IMAGEM DE PROPAGANDA