BLOG

eletro@thiago

Condutor de cobre ou alumínio: como escolher?

Condutor de cobre ou alumínio: como escolher?

Você conhece as principais diferenças entre condutor de cobre e alumínio? Está sabendo das características físicas, elétricas e seus valores no mercado? Tem conhecimento das normas de uso para condutores de alumínio? Ou ainda possui noção dos critérios de uso?

Neste post você tem a oportunidade de entender tudo sobre os dois tipos de componentes capazes de conduzir energia: o de cobre e o de alumínio. Confira!

Quais as diferenças mais relevantes entre condutor de alumínio e de cobre e onde é possível utilizá-los?

O cobre é um metal muito dúctil e maleável, além de ser um excelente condutor elétrico, uma vez que a eletricidade que flui por meio dos fios de cobre encontra muito menos resistência do que em fios de alumínio ou aço de mesmo diâmetro. Assim, é muito utilizado em instalações domésticas e urbanas, porque numa instalação elétrica ou em qualquer tipo de trabalho, os condutores sofrem inevitáveis dobramentos,além disso,os condutores de cobre são mais resistentes à oxidação e corrosão galvânica.

O alumínio, por sua vez, é um material que apresenta uma baixa resistência mecânica e grande ductilidade e maleabilidade. Ao resistir melhor à deformação e ter metade do peso do cobre, o alumínio tem sua principal aplicabilidade em redes de transmissão. Dessa forma, é possível construir torres menos robustas com maior espaçamento entre elas.

Comparação de especificações e custos do cobre e alumínio

Algumas das características mais importantes de comparação dos materiais em questão são a resistividade elétrica e a densidade. O cobre possui valores de 17,241 Ω.mm²/km  e 8,89 g/cm³ para os respectivos parâmetros enquanto o alumínio chega em 28,264 Ω.mm²/k e 2,703 g/cm³.

Ao analisar os valores de mercado desses materiais, constata-se que o custo do quilograma de cobre é maior que o de alumínio. O custo do alumínio é aproximadamente US$ 2,00 por quilograma, já o de cobre fica em torno de US$ 8,00 por quilograma. No entanto, os cabos de cobre possuem uma vida útil muito mais longa em comparação aos outros tipos. Por esse motivo, a longo prazo, comprar um cabo de cobre se torna mais economicamente viável, uma vez que os cabos em alumínio corroem facilmente.

E como funcionam as normas de uso para o alumínio?

As conexões de cabos de alumínio precisam ser inspecionadas de forma rotineira por uma equipe especializada principalmente por conta de dois problemas. O primeiro é em relação a formação de uma camada invisível de óxido quando a superfície de alumínio fica exposta, sendo necessário o rompimento dessa camada para haver uma boa conexão.

O segundo motivo trata-se de que o alumínio escoa com pequenas pressões, afrouxando as conexões e ocasionando a formação do óxido, podendo então aquecer a superfície e consequentemente gerar incêndios. Nesse contexto, a norma brasileira de instalações elétricas de baixa tensão (ABNT NBR 5410), em sua seção referente a condutores, aborda diversas restrições ao uso de condutores de alumínio.

Agora que você já conhece melhor as diferenças, usos e características de um condutor de cobre e alumínio nos diga!

Se esse post foi útil para você, deixe seu comentário!

Posts recentes

Áreas de Atuação

IMAGEM DE PROPAGANDA