BLOG

eletro@thiago

No tom certo! Saiba como usar a iluminação indireta em seu lar

No tom certo! Saiba como usar a iluminação indireta em seu lar

A iluminação é algo essencial para a ambientação de qualquer espaço. Quando falamos em residências, uma iluminação mal feita pode prejudicar a decoração e deixar o ambiente menos aconchegante, tornando a casa um local menos agradável.

Para garantir um bom projeto elétrico, é preciso lembrar que nem sempre a iluminação direta é suficiente ou adequada para uma casa. Por isso, é preciso se abrir para as possibilidades da iluminação indireta.

A iluminação indireta pode garantir que o espaço fique mais aconchegante, mostrando os detalhes da decoração de forma mais agradável. Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e veja algumas dicas para usar a iluminação indireta em sua casa:

O que é uma iluminação indireta?

A iluminação indireta é aquela que não trabalha com um foco dirigido para iluminar. Ela é organizada estrategicamente para iluminar o ambiente de forma homogênea, tendo a função de luz de ambientação.

Esse tipo de iluminação funciona graças a uma oferta de luz que incide em grande parte da superfície do ambiente. A luz é posicionada de modo que todos os cantos do espaço sejam iluminados de forma uniforme. Um detalhe que otimiza esse processo é a cor dessas superfícies serem de tons claros ou neutros.

Quais efeitos esperados no ambiente com uma iluminação indireta?

A iluminação indireta pode criar um efeito aconchegante no ambiente. Como as luzes refletem de forma suave e difusa nas superfícies do cômodo, é possível sentir o equilíbrio das cores e um conforto visual interessante.

Outro efeito gerado pela iluminação indireta é a possibilidade de deixar a decoração em maior destaque. Em vez de dar valor a apenas alguns elementos de ornamentação, a luz indireta procura garantir o equilíbrio da temperatura da cor e das formas na decoração.

Como fazer a iluminação indireta?

A iluminação indireta pode ser feita posicionando pontos de luz em lugares estratégicos da casa. Eles devem ser instalados no forro, em sancas de gesso no teto e até mesmo no chão. Nesses lugares podem ser utilizadas luminárias com filtros foscos.

Há também uma maneira de aplicar iluminação indireta posicionando spots e as arandelas voltadas para cima. Assim, não há possibilidade de se criar sombras e ofuscamento no ambiente. Pode-se ainda utilizar lâmpadas dicroicas e halógenas instaladas em pontos específicos na parede.

Quanto mais distribuídas as lâmpadas estiverem no ambiente, melhor vai ser o efeito de uniformidade da iluminação indireta. Não se deve ignorar a iluminação indireta com lâmpadas de LED. Esse modo de iluminação é aplicável em todos os ambientes, de maneiras mais variadas possíveis.

Um uso bastante moderno desse tipo de lâmpada é por meio de fitas que simulam lâmpadas fluorescentes. Elas podem ser aplicadas em bancadas e armários aéreos da cozinha. Ainda vale a pena utilizá-las no teto e próximo ao espelho dos banheiros.

Essa iluminação também é eficiente em quartos e salas, podendo ser aplicadas em sancas de gesso para iluminar cortinas de forma agradável.

Gostou do post e quer continuar se informando sobre o assunto? Então saiba tudo sobre a iluminação indireta e deixe seu lar ainda mais aconchegante e harmonioso!

Posts recentes

Áreas de Atuação

IMAGEM DE PROPAGANDA