BLOG

eletro@thiago

Um alívio para o bolso: economize energia utilizando sensores de movimento

Um alívio para o bolso: economize energia utilizando sensores de movimento

Com a demanda sempre crescente por eletricidade, economizar energia tem se mostrado algo fundamental atualmente. Além disso, um menor gasto de luz também é bom para o bolso, pois reduz a conta no fim do mês.

Felizmente, existe uma maneira bem simples de economizar energia sem muito esforço: instalando sensores de movimento. Você sabe como esse aparelho pode ajudar a economizar? Continue a leitura e descubra todas as vantagens oferecidas pelos sensores de movimento!

Como funcionam?

De forma geral, os sensores de movimento detectam a energia infravermelha que nosso corpo produz em forma de calor.

Quando uma pessoa entra na área de detecção, o aparelho lê essa energia como ondas eletromagnéticas e emite um sinal para que as luzes se acendam. Ao deixar de sentir a energia, outro sinal é emitido para que as luzes se apaguem.

De que modo ajuda a economizar energia?

Esquecer as luzes de um cômodo acesas, por pura distração, é algo bem comum. Esse esquecimento sai caro no fim das contas, pois paga-se pela energia que foi gasta de modo desnecessário. A tecnologia, desse modo, surge como uma solução para evitar que isso continue acontecendo.

Como os sensores podem controlar os interruptores de um edifício, de forma a acender ou apagar as luzes, tornam-se uma ótima ferramenta para instalar em corredores, garagens, salões, banheiros e até mesmo em cômodos da casa, como quartos e salas.

Assim, quando os detectores percebem a presença de uma pessoa, as luzes imediatamente se acendem. Se deixam de senti-la, então as luzes se apagam. Esse uso inteligente da luz contribui enormemente com a economia de energia, pois a iluminação só é ativada quando necessária.

Lâmpadas de LED: aliadas na economia de energia

Combinando os sensores com o uso de lâmpadas de LED, que são mais leves e econômicas, com maior durabilidade e menor custo de manutenção, a economia fica ainda maior.

Essas lâmpadas gastam menos energia do que as incandescentes, por exemplo, por não produzirem calor. Também têm uma potência de iluminação maior do que outros tipos de lâmpadas, sendo necessário um menor número para iluminar ambientes grandes — o que novamente gera economia, uma vez que menos lâmpadas consumirão menos energia.

Além disso, existem sensores de presença que, em um primeiro instante, reduzem a capacidade da luz para depois desligá-la. Assim, é possível programar um sensor para que o fluxo luminoso fique em 100% ao perceber a circulação de pessoas, em 20% após a circulação parar e, depois de alguns minutos sem a presença de pessoas, desligar as luzes por completo.

Esse tipo de redução não era possível com as lâmpadas fluorescentes, e só se tornou realidade graças ao uso das lâmpadas de LED. Outra vantagem é que esse tipo de lâmpada tem uma durabilidade de cerca de 20 anos e suporta uma grande quantidade de acendimentos, poupando trocas frequentes.

Onde os sensores de movimento podem ser instalados?

Existem modelos de sensores articulados de parede, de teto e até mesmo de embutir. Com tanta variedade, podem ser utilizados de forma ampla e são perfeitos para aquelas áreas que precisam de monitoramento, com circulação reduzida de pessoas em certos períodos do dia.

Da mesma forma, os sensores de presença podem ajudar na segurança. Instalados em áreas externas, como varandas, jardins e na entrada da garagem, vão acender as luzes toda vez que alguém se aproximar, anunciando a presença de pessoas e assustando um possível invasor.

Viu como fica bem mais fácil economizar energia elétrica com o uso de sensores de movimento? Aproveite que agora já conhece os benefícios e passe a utilizar você também, garantindo menos gastos de energia elétrica e fazendo sua parte para uma sociedade mais sustentável.

Gostou das nossas dicas e tem alguma experiência para compartilhar sobre o assunto? Conte pra gente aqui nos comentários!

Posts recentes

Áreas de Atuação

IMAGEM DE PROPAGANDA